Toronto de olho na peteca brasileira

2
509

O esporte, de origem indígena-brasileira, está começando a ser praticado na maior cidade do Canadá, com a ajuda do paulistano Beto Garcia, 48, que incentiva o jogo de peteca há três anos.

Com o apoio da cachaça Pitú, Beto promove o primeiro torneio de peteca do Canadá, batizado de Pitu Peteka Games, na praia de Sunnyside, em Toronto, que acontece dia 13 de agosto, a partir da 1 da tarde. As inscrições são gratuitas, feitas no mesmo dia do torneio. Indepentende do nível, todos podem participar, basta formar uma dupla, com mesma idade e sexo.

Semelhante a esportes como voleibol e badminton, o jogo de peteca consiste em dois ou mais participantes, que utilizam as mãos para arremessar a peteca, de um jogador para o outro, evitando que a mesma toque o solo em uma área definida. Segundo Beto, apesar de ter que usar ambas as mãos para jogar, a linha de aprendizado é muito rápida, crianças acima de 6 e 7 anos aprendem a jogar peteca entre 10 e 15 minutos, geralmente. A peteca, além de divertida, é um esporte aeróbico, que aumenta a aptidão física e aprimora os reflexos. “É um jogo inocente, amigável e ergonômico. Pode-se jogar em qualquer lugar ou espaço, desenvolve a coordenação bilateral, balanço muscular e simetria do corpo”, explica Beto.

Formado em Educação Física pela Universidade de Mogi das Cruzes e pós-graduado em Bases Fisiológicas e Metodológicas de Treinamento Desportivo pela Universidade Federal de São Paulo, Beto chegou ao Canadá com um objetivo comum entre os brasileiros: proporcionar uma melhor perspectiva de vida aos filhos. A primeira vez que Beto jogou peteca com sua família, em uma praia de Toronto, chamou a atenção de dezenas de curiosos. Todos queriam saber o que era aquilo, de onde vinha e como se jogava.

Então, ao perceber o interesse dos canadenses pela peteca, Beto foi atrás do departamento de Educação Física do Toronto District School Board e apresentou o esporte aos professores. O sucesso foi tão grande que logo o convidaram para ser exibidor na conferência anual do conselho escolar. No ano passado, Beto apresentou a peteca em uma conferência da OPHEA – Ontario Physical Education Association, o maior evento Canadense de atividades desportivas, para pessoas relacionadas a educação física e bem estar.

Segundo Beto, o principal objetivo do primeiro torneio de peteca, em Toronto, é entreter as pessoas. Além disso, conquistar novos jogadores, para possibilitar a organização de uma liga anual de peteca no Canadá. O profissional começou a divulgar o esporte em Calgary e também já tem parceiros em Quebec. “Que tal aproveitar um dia de praia, jogando uma “petequinha”, ouvindo boa música, vendo pessoas felizes se exercitando e depois do jogo, degustar uma deliciosa caipirinha?”, incentiva Beto.

Apesar de comum a prática de peteca no Brasil, que teve origem em Minas Gerais, proveniente dos índios que habitavam aquela região, o jogo foi institucionalizado somente em 1975, com a criação da Federação Mineira de Peteca. Em 1987, ocorreu o primeiro Campeonato Brasileiro de Peteca. Na opinião de Beto, os melhores atletas de peteca vêm do Minas Tennis Clube, mas também simpatiza com o Esporte Clube de Pinheiros, onde trabalhou como personal trainer e teve uma vasta experiência com peteca.

“É um esporte muito praticado no Brasil. A peteca se tornou tão popular que temos quadras em condomínios, clubes, parques, praças e prédios. Em Minas Gerais, o esporte só perde em número de praticantes para o futebol”, conta Márcio Pedrosa, presidente da Confederação Brasileira de Peteca.

Em 2000, foi fundada a Federação Mundial de peteca, em Berlim, na Alemanha. Internacionalmente, a peteca é conhecida como indiaca. Hoje, joga-se peteca em mais de 20 países, especialmente na Europa. A popularidade da peteca cresce constantemente no mundo, está chegando aos poucos no Canadá! O Pitu Peteka Games é também um incentivo à cultura Brasileira, participe, não deixe a peteca cair!

[typography font=”Nobile” size=”24″ size_format=”px”] Plus[/typography]

http://www.youtube.com/watch?v=1x6TicwyED0

[typography font=”Nobile” size=”18″ size_format=”px”] Links[/typography]

Peteka

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns pela iniciativa Beto, precisamos de mais gente como você por aqui! E a Pitú tb, que está dando esta força!

  2. Turma, muito obrigado pelo incentivo, definitivamente sem vcs a Peteka nao voa.
    Obrigado aos amigos e a Wave Magazine que esta dando uma super forca no que se refere a cultura brasileira.

Comments are closed.