Turismo em Manitoba e Saskatchewan, pradarias canadenses

Manitoba fica no centro longitudinal do Canadá e tem uma paisagem muito variada, que se estende da costa oceânica do Norte até a fronteira sul com os Estados Unidos. Visitar aquela província significa viajar através das terras originais de diferentes povos indígenas onde pode-se explorar arquiteturas urbanas, artes e culturas, assim como montanhas, lagos tranquilos e corredeiras.

0
116

No geral, as províncias das pradarias são bastante conhecidas pelo baita frio que rola por lá no inverno, mas pouco se fala das atrações turísticas de Saskatchewan e Manitoba, e olha que existem muita coisa bacana e interessante para se fazer por lá. Alberta é considerada uma das três províncias das pradarias, mas já foi assunto da edição #82 (junho e julho, 2019).

Manitoba

Manitoba fica no centro longitudinal do Canadá e tem uma paisagem muito variada, que se estende da costa oceânica do Norte até a fronteira sul com os Estados Unidos. Visitar aquela província significa viajar através das terras originais de diferentes povos indígenas onde pode-se explorar arquiteturas urbanas, artes e culturas, assim como montanhas, lagos tranquilos e corredeiras. Confira a lista de algumas coisas que você precisa ver e fazer em Manitoba:

  • Aurora boreal

De janeiro a março é o melhor período para observar as cortinas cintilantes de luzes multicoloridas que dançam no céu noturno, ou seja, uma experiência inesquecível. A cidade de Churchill, no norte de Manitoba, é um dos três principais pontos do planeta para testemunhá-los.

Existem agências de turismo que oferecem passeios noturnos para conferir o fenômeno da natureza e dentro de veículos aquecidos! Outra opção é ir mais para o sul e se hospedar em uma cabine à beira do lago Flin Flon (perto da divisa com Saskatchewan), onde é possível ver o ano todo.

  • Ursos polares
Cute polar bear cub standing ion snow covered ground outside of Churchill, Manitoba

Ainda falando sobre Churchill, aquele é um dos poucos lugares no mundo em que os ursos polares podem ser observados na natureza. Existem algumas maneiras de ver os ursos, mas é melhor utilizar um guia turístico porque eles seguem diretrizes rígidas para proteger os ursos, além de terem veículos de tundra que permite uma maneira segura de lidar com a neve e o gelo e também de proteger os visitantes dos ursos. Eles podem ser fofos, mas à distância.

Ficar hospedado em um alojamento ao longo da rota de migração dos ursos pode ser uma experiência emocionante e única.

  • Riding Mountain National Park

Este é um parque nacional que pode ser visitado o ano todo e cuja paisagem é uma combinação de florestas, pradarias, lagos e rios super transparentes. O parque é o lar de várias espécies de animais selvagens incluindo alces, lobos, bisões e muitas aves. Com 400 km de trilhas, pode-se caminhar em toda a sua área. Os lagos frios e profundos são perfeitos para a pesca.

  • Steinbach Heritage Village

A vila recria a vida menonita do século XVI até os dias atuais com mais de 20 edifícios mobiliados, distribuídos por 40 acres. Ali pode-se conhecer tesouros históricos e de herança da Polônia para a Rússia para o Canadá. Em Steibach, você pode jantar em um restaurante onde a tradicional refeição menonita é servida, além de explorar um celeiro clássico e visitar um moinho holandês (em funcionamento durante o verão).

  • The Forks

A Wave destacou Winnipeg, a capital da província, na edição 79 (dezembro, 2018), mas vale falar um pouco mais sobre o The Forks, um dos locais mais amados daquela cidade. Por mais de 6.000 anos, The Forks tem sido um ponto de encontro desde a época dos aborígenes que negociavam com caçadores de búfalos bem ali. Hoje, existe uma grande variedade de lojas, restaurantes, entretenimento e atrações.

O Forks também abriga o Museu Canadense de Direitos Humanos, o Museu das Crianças de Manitoba, o Arctic Glacier Winter Park, o Boardwalk Promenade e o mercado com sua impressionante torre de seis andares e uma plataforma de observação.

Saiba mais no travelmanitoba.com

Saskatchewan

A província vizinha a Manitoba possui inúmeras heranças e atrações culturais como museus, escavações de dinossauros, patrimônios aborígines, teatros, spas etc.

Saskatchewan é conhecida como a terra dos céus vivos. O céu parece estar vivo muitas vezes, principalmente quando se enche de pássaros até onde os olhos podem ver. Em uma noite sem nuvens, o céu se ilumina com milhares de estrelas cintilantes.

Segue a nossa lista de algumas coisas que você precisa ver por lá:

1. Athabasca Sand Dunes

Uma área acessível apenas por avião flutuante, essas dunas se estendem por 100 quilômetros ao longo da costa sul do lago Athabasca, formando a maior superfície de areia ativa da América do Norte e as de areia mais setentrionais do mundo. A boa notícia é que essa joia faz parte de um parque provincial, sendo dividido em três zonas de administração. Cada uma tem regras diferentes para acampamento e atividades de visitantes.

2. RCMP Heritage Centre

A Real Polícia Montada do Canadá é uma das coisas mais icônicas do país. Em Regina, capital de Saskatchewan, os visitantes encontram um centro com exposições multimídias e programas envolventes. O museu conta a história do RCMP para o mundo e ainda tem o desfile com inspeção de tropas, banda de cadetes etc.

3. Regina

Uma coisa importante sobre Saskatchewan é saber que sua capital não é Saskatoon, mas Regina. O nome da segunda maior cidade da província (Regina significa “Rainha” em latim) é em homenagem a Rainha Vitória. A cidade possui passeios públicos, uma orquestra sinfônica com mais de 100 anos, o Royal Saskatchewan Museum, que conta a história, geologia e história natural da província, e o Mackenzie Art Gallery, onde a entrada gratuita oferece acesso a artistas locais e internacionais.

4. Túneis de Moose Jaw

Por baixo da pacata Moose Jaw existe uma rede de túneis conectando edifícios no centro da cidade. Construídos em 1908, a ideia era fazer um sistema de vapor subterrâneo, só que o projeto foi abandonado, mas depois usado para esconder os ferroviários chineses que escapavam da perseguição durante o chamado Yellow Peril ou incapazes de pagar imposto de renda para o governo. Na década de 1920, foram utilizados para armazenar rum durante proibição nos Estados Unidos, além de jogos de azar e prostituição. Existem muitas evidências de que o famoso mafioso Al Capone visitou aquela cidade.

No ano 2000, a cidade restaurou a rede de túneis que viraram atração turística. Visitantes podem pegar dois passeios teatrais: um para reviver os dias de Al Capone e um outro para experimentar o que aqueles imigrantes chineses passaram por ali.

5. Parque nacional Prince Albert

Para quem gosta de aventuras e natureza, o parque possui paisagens de pântanos, grandes lagos e muita vida selvagem. Naquele que foi o lar do povo das Primeiras Nações, pode-se fazer o Bagwa Paddling Route, que é um circuito noturno de canoa ou caiaque que cobre vários lagos.

Saiba mais no tourismsaskatchewan.com