150 anos de Santos Dumont – uma mente brilhante

O ano de 2023 marca o 150º aniversário de um dos ícones mais célebres da história da aviação: Alberto Santos Dumont. Conhecido carinhosamente como "Pai da Aviação" no Brasil, Santos Dumont foi um inovador e o impacto de seus feitos é indiscutível.

Em sua homenagem, o Dia da Aviação é comemorado no Brasil em 23 de outubro, data em que Santos Dumont realizou o famoso voo do 14-Bis, que ficou gravado na história como o primeiro voo público.

Além de ter desbravado os céus com suas máquinas voadoras, foco de suas invenções, outras inovações revolucionárias são também atribuídas a ele, como o chuveiro de água quente; os primeiros dirigíveis com motor a gasolina; e o primeiro hangar do mundo, construído para abrigar o dirigível N-3. Também é dele, o precursor dos ultraleves que conhecemos hoje, apelidado pelos franceses de Demoiselle (senhorita em português).

Quem foi Santos Dumont?

Santos Dumont, conhecido carinhosamente como o “pai da aviação” no Brasil (Imagem ilustrativa)

Alberto Santos Dumont nasceu em 20 de julho de 1873, na antiga cidade de Palmira (atual Santos Dumont), Minas Gerais, Brasil. Herdeiro de uma grande fortuna, desde jovem demonstrou curiosidade pelo funcionamento das coisas e um fascínio pelo mundo das máquinas. Essa paixão o levou a se mudar para Paris, onde seu brilhantismo começou a despontar. Em 1901, ele conquistou o Prêmio Deutsch de la Meurthe ao completar o primeiro voo público em um dirigível. Esse feito lhe deu fama internacional e marcou o início de suas inúmeras contribuições para a aviação.

A vida pessoal de Santos Dumont também é fascinante. Ele era conhecido por seu estilo distintivo, usando trajes impecáveis e chapéus característicos. Sua personalidade encantadora e carismática, fizeram dele um favorito entre a elite parisiense. No entanto, ele também enfrentou desafios pessoais. Sofreu com problemas de esclerose múltipla e depressão, que pioraram após ver sua invenção, anteriormente destinada ao progresso humano, sendo usada na guerra. Em 1932, em meio ao declínio da saúde e desencantado com os rumos do mundo, ele tirou a própria vida em sua casa em Guarujá, Brasil.

Réplica funcional do 14-Bis em vôo. Foi uma das primeiras aeronaves e foi inventada pelo pioneiro da aviação Alberto Santos-Dumont. Foi a primeira aeronave oficialmente documentada e fotografada em 1906 a decolar, voar e pousar sem trilho, catapulta ou presença de ventos fortes. (Foto: Luis Chavier, dreamstime.com)

Apesar do título de “Pai da Aviação” que Santos Dumont detém no Brasil, há um questionamento corrente sobre quem realmente merece o título de pioneiro da aviação. Os irmãos Wright, Wilbur e Orville Wright, dos Estados Unidos, também reivindicam essa honra. Em 1903, os irmãos Wright realizaram o que é considerado o primeiro voo motorizado e controlado da história em Kitty Hawk, Carolina do Norte. O debate se centra na definição de “voo controlado” e nas diferenças entre os feitos de Santos Dumont e dos irmãos Wright.

Enquanto Santos Dumont realizou voos públicos bem documentados em Paris, os Wright realizaram seus voos em um local mais isolado e não registraram seus feitos tão amplamente. A controvérsia gira em torno de como se define o voo e a aeronave em si, levantando questões sobre quem foi o verdadeiro pioneiro.

Independentemente das controvérsias sobre o pioneirismo da aviação, o legado de Santos Dumont é inegável e reconhecido internacionalmente. Suas contribuições foram um divisor de águas no desenvolvimento da aviação, abrindo caminho para aeronaves mais avançadas e voos mais longos. Sua dedicação em busca do “voo humano” inspirou gerações subsequentes de aviadores, engenheiros e cientistas.

7 invenções atribuídas a Santos Dumont

  1. Balão nº 1 (dirigível leve)
    Em 1898, Santos Dumont construiu seu primeiro dirigível, o Balão nº 1, um pequeno balão de ar quente controlável. Ele fez voos experimentais em Paris e ganhou o Prêmio Deutsch de la Meurthe ao completar um voo em volta da Torre Eiffel.
  2. Balão nº 6 (dirigível leve)
    Santos Dumont projetou uma série de dirigíveis mais avançados, incluindo o Dirigível nº 6, que foi o primeiro a utilizar um motor a gasolina. O voo do Dirigível nº 6 em 1901 foi outro marco importante em sua carreira.
  3. Avião 14-Bis (aeronave)
    Em 1906, Santos Dumont construiu o 14-Bis, uma aeronave motorizada mais pesada que o ar que realizou o primeiro voo público homologado de um avião. O voo ocorreu em Paris e percorreu uma distância de cerca de 60 metros.
  4. Monoplano Demoiselle (aeronave)
    Em 1909, Santos Dumont projetou o Demoiselle, um pequeno monoplano que é considerado um dos primeiros aviões de produção em massa. Era leve, fácil de pilotar e acessível, abrindo caminho para voos recreativos.
  5. Relógio de Pulso
    Santos Dumont também é creditado por popularizar o uso de relógios de pulso. Em 1904, encomendou a Louis Cartier uma adaptação de um relógio de bolso. O modelo inovador permitia que ele acompanhasse o tempo enquanto pilotava suas aeronaves.
  6. Pouso com Rodas
    Durante uma de suas demonstrações, Santos Dumont equipou suas aeronaves com rodas, o que possibilitou pousos mais suaves e controlados, em contraste com os pousos bruscos e “de barriga”, que eram comuns na época.
  7. Motor a Gasolina para Aeronaves
    Santos Dumont foi pioneiro no desenvolvimento de motores a gasolina especialmente projetados para uso em aeronaves. Esses motores eram mais leves e mais eficientes, contribuindo para o avanço da aviação.

Advertisement