A boa e velha vitrola

1
307

Há alguns anos, passamos a alugar nosso sítio na serra e, com isso, tivemos que trazer os pertences pessoais para casa. Entre eles, alguns dos poucos e sobreviventes discos de vinil que não me desfiz quando lançaram os tão aguardados e silenciosos CD’s.

Confesso que nem lembrava dos LPs que tinham ficado, mas fiquei super feliz em tê-los de novo, mesmo sem ter como ouvir. Ficaram ali, encostadinhos num canto e esquecidos mais uma vez. Até que no início desse ano maluco que foi 2020, herdei uma vitrola vermelha linda de uma pessoa muito querida. Com ela, algumas dezenas de novos LPs!

Estava ansiosa para ouvir todas aquelas músicas que embalaram as décadas de 70, 80 e 90. Impossível não lamentar o descarte que fiz de tantos outros por achar que nunca mais precisaria deles, da vitrola com seu ruído… Eram muitos discos! E eram ótimos.

O velho chiado da agulha estava de volta e tocando como nunca. Me senti uma adolescente a ouvir seus discos de vinil o dia inteiro. Afinal, estávamos no início da pandemia do Coronavírus e veio mesmo em uma excelente hora. Ajudou a distrair e a refletir ainda mais.

Ouvir todas aquelas músicas que fizeram parte da minha infância e adolescência, que marcaram momentos únicos, foi especial, nostálgico nível máximo. De Raul Seixas a Billy Idol. De Sinatra a Marisa Monte… Men at Work, um clássico da minha geração, tocou algumas novas e repetidas vezes! Como as músicas eram boas naqueles tempos.

Minha meta agora, assim que tudo de fato melhorar, é comprar novos LPs e tentar refazer minha antiga e pequena coleção eclética, que cabia em um engradado grande. Pena que não lembro mais a relação dos discos. Lembro que tinha Paralamas do Sucesso, Ultraje a Rigor, Dire Straits, Marillion, Sisters of Mercy… bem variado mesmo!

Espero que a boa e velha vitrola toque novos/velhos discos em 2021. Que toque músicas que voltem a marcar momentos especiais, músicas que nos façam sentir prazer em ouvi-las, que nos façam dançar e cantar sempre. Desejo um lindo, feliz e musical Ano Novo para todos!

Gostou da crônica? Deixe abaixo o seu comentário para a autora, Naná Garavaglia. E não esqueça de “curtir” e “compartilhar” com amigos.

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.