Mudanças no Programa de Estudantes Internacionais a partir de dezembro de 2023 – Canadá

Por Rodrigo Coelho, RCIC

Imagem ilustrativa (Dreamstime.com)

 
O Canadá é reconhecido mundialmente pela qualidade de suas instituições educacionais e por sua sociedade acolhedora e diversificada. Além disso, estudar no Canadá também se tornou um caminho para que estrangeiros consigam a experiência canadense e conquistem a Residência Permanente (PR). Essas características fazem do país um destino bastante popular para estudantes internacionais de vários cantos do mundo. Além disso, o programa de estudantes internacionais representa mais de $22 bilhões de dólares canadenses em atividades econômicas anualmente no Canadá, superando as exportações de autopeças, madeira ou aeronaves, e sustentando mais de 200.000 empregos no país.

Com tudo isso em mente, o Ministro da Imigração, Refugiados e Cidadania, Marc Miller, anunciou no final de outubro de 2023 um conjunto de medidas para fortalecer o Programa de Estudantes Internacionais e proteger os estudantes legítimos de fraudes.
 A primeira medida anunciada é que a partir de 1º de dezembro de 2023, instituições de ensino superior designadas (DLI) serão obrigadas a confirmar diretamente com o IRCC as cartas de aceitação de todos os candidatos. Infelizmente, o IRCC verificou que algumas cartas de aceitação eram ilegítimas e mesmo falsas, o que gerou a preocupação do governo em garantir que os processos de permissão de estudos se baseiem em documentos legítimos. Para nós que trabalhamos com imigração canadense ficou a pergunta se nenhuma das cartas de aceitação eram verificadas.

 Além disso, o IRCC anunciou que a partir de setembro de 2024 criará um sistema de “instituição reconhecida.” Esse sistema visa beneficiar as DLIs pós-secundárias que estabelecem padrões mais elevados de serviços, suporte e resultados para estudantes internacionais. A expectativa é que os processos de permissão de estudos baseados nessas DLIs tenham prioridade no processamento de vistos de estudo.

 A terceira medida, que gera muita expectativa para nós que trabalhamos com imigração, é que o IRCC concluirá uma avaliação dos critérios do Programa de Permissão de Trabalho Pós-Graduação (PGWP) e iniciará reformas para melhor ajustá-lo às necessidades do mercado de trabalho canadense, bem como aos objetivos regionais e de imigração francófona.  A natureza dessas reformas é que gera a nossa ansiedade, pois não foi divulgado como eles ajustarão o PGWP a esses alvos, bem como o impacto nas pessoas que atualmente estão estudando no Canadá.

 Verdade seja dita: o programa de estudantes internacionais gera rendimentos altíssimos à sociedade canadense e, espero, que estas medidas tanto beneficiem o governo canadense quanto aos próprios estudantes internacionais, que pagam valores altíssimos em comparação com estudantes locais para receber a mesma instrução. Esperamos que as medidas realmente (i) atinjam àqueles que exploram o programa através da identificação de cartas de aceitação fraudulentas, (ii) tragam uma diferenciação positiva para as instituições de ensino que apoiam seus estudantes internacionais, quer com a prioridade no processamento dos vistos dos seus estudantes, quer com outras medidas que venham a ser criadas; e (iii) que o Canadá melhore a seleção e retenha os estudantes mais adequados às necessidades da economia e objetivos de imigração do Canadá. Nós acrescentamos, apenas, que também almejamos que estas medidas não prejudiquem os estudantes que já estão com seus planos de imigração em andamento, dado o investimento alto que estudar no Canadá representa.

Advertisement