O amor de Gabriel Sater por sua família de pets

Na entrevista que concedeu à Wave, Gabriel conta também que tem canções dedicadas aos seus cães

O cantor e ator Gabriel Sater, 42 anos, além de possuir múltiplos talentos e ter uma verdadeira paixão por seu trabalho, que acompanhamos tanto na TV, quanto nos palcos, cinema ou nas músicas que canta e faz, tem também um sentimento lindo e genuíno guardado no lado direito do peito, ou seja, um amor grandioso por seus pets, cachorros machos e fêmeas todos adotados.

Gabriel Satercom seus pets (Foto: divulgação/ arquivo pessoal)

Segundo o artista, esse cuidado e dedicação com os animais é algo que já vem com a pessoa quando ela nasce. “Eu sempre tive um profundo amor pelos animais e acredito que essa é uma característica que a gente nasce e traz na nossa alma” – diz.

O cantor, que é um adotante convicto de cães, pois ele e a esposa nunca compraram cachorro e sempre adotaram ou resgataram, enfatiza que nós devemos sempre ter muito respeito pelos animais e que é importante ensinarmos às crianças a prezar pela compaixão e pela saúde emocional dos bichos. Além disso, ele diz que devemos ter leis mais rígidas e que possam garantir uma sociedade protetora de fato dos animais em geral.

Na entrevista que concedeu à Wave, Gabriel conta também que tem canções dedicadas aos seus cães e, recentemente, fez a música “Por Trás de Uma História”, em homenagem ao Tutti, o seu primogênito canino que descansou em 2023. “Como essa música pertence a ele, por diversos motivos” – afirma emocionado. Ele segue falando dos seus pets e descontrai ao relembrar da cachorrinha cantora que tem, a Zuca, pois sempre que ele está aquecendo a sua voz ou estudando algumas notas específicas, ela começa a uivar e tenta imitar as vocalizações. Aliás, ele conta que os seus cães sempre estiveram no estúdio em dias de gravação. “O Tutti acompanhou anos e anos de gravação com a gente, sempre foi o nosso fiel escudeiro e agora parece que a Zuca tomou esse local, pois sempre fica no lugarzinho dela e sabe que precisa ficar em silêncio quando falamos ‘gravar’. O mais bacana de tudo isso é a energia positiva que eles agregam no trabalho, na música e nas nossas vidas” – enfatiza.

Ficar fora de casa durante algum tempo é questão de sofrimento para o ator, pois ele estará longe da esposa e dos seus animais.

“Eu sofro bastante quando tenho que me ausentar de casa. O máximo que eu já fiquei fora foram 58 dias, quando fui para a gravação da novela “Pantanal”. Quem cuidou dos cachorros foi a minha esposa e nós fazíamos videochamada todos os dias, com direito à participação de todos (risos). Mas, foi muito difícil!” – conta.

Ele diz ainda que os pets ficaram muito ansiosos nessa ocasião e que a mais curiosa foi a reação da Zuca, que ficou muito acalorada. “Eu fiquei até com medo que desse alguma coisa no coraçãozinho dela, pois ficou muito emocionada e perdeu o fôlego. Mas, esse momento foi muito lindo e eu guardo no coração” – relata.

Gabriel Sater dá também alguns conselhos importantes para as pessoas que pretendem adotar um bicho de estimação. “Os animais são seres vivos que têm muitos sentimentos, se doam totalmente aos seus tutores e, para quem for adotar mesmo, é preciso ter muita consciência da sua responsabilidade, pois um cão vive aproximadamente 15 anos. Além disso, é necessário estar disposto e muito dedicado em relação à saúde, alimentação, bem-estar, segurança por todo esse tempo. É o mínimo, né?” – diz. E ele ainda faz uma crítica às pessoas que abandonam os cachorros idosos e afirma que isso é uma maldade sem igual. “Como é que você consegue abandonar no final da vida um animalzinho que esteve com você a vida inteira? Isso é horrível, é pura crueldade que fazem!” – afirma… E conclui dizendo que os animais são presentes para as pessoas, pois são seres evoluídos e especiais, que valem muito a pena!

Advertisement