O Castigo da vovó

Crônica por Marta Almeida - Coluna Nem Te Conto.

135

Breno é filho de brasileiros, nascido no Canadá. Com apenas 7 aninhos, é o xodó da família que já conta com 5 tias e a avó materna por perto. Todas imigraram para o Canadá em busca de melhores condições de vida e Breno foi o fruto do casamento da filha caçula de Dona Rosa com um brasileiro que conheceu no Canadá. Na casa de Alice, as regras eram claras: toda vez que Breno desobedece, fica de 1 a 2 dias sem jogar vídeo game. O pequeno já sabia bem o castigo que receberia se fosse teimoso e desobediente.

Dona Rosa sempre foi muito religiosa, às vezes até exagerada. Não perde nenhum culto da igreja que reúne uma boa comunidade de brasileiros e portugueses. Mesmo no inverno, não tem neve, vento ou frio que a impeça de ir às reuniões durante a semana e claro, nos domingos. Aos 75 anos, teimosa, não se agasalhava direito ao sair para a rua.

– Mãe, a senhora vai gripar de novo se não se agasalhar direito quando for sair para a igreja! Reclamavam as filhas.

Num domingo em pleno janeiro, depois de flagrar a mãe voltando da igreja sem cachecol, Alice deu logo uma bronca:

– Mãe! A senhora é teimosa mesmo! Saiu sem se agasalhar neste frio todo! O que vamos fazer com a senhora hein?

Breno que estava por perto prontamente deu a sugestão:

– Castigo nela mamãe! Vamos tirar 2 dias de igreja esta semana!

O castigo é claro, não foi aplicado, mas a sugestão de Breno é motivo de muitas risadas na família.