Conversa para quebrar o gelo

Como se familiarizar com a linguagem que os canadenses realmente usam no dia a dia? Nesta série "Canadian English: Quirky, eh?" levamos os ouvintes a um mergulho no ambiente do Canadá, conversando sobre amenidades, reconhecendo alimentos exclusivos e navegando por regras gramaticais e expressões coloquiais. Ganhe familiaridade com o inglês canadense!

0
368

OUÇA EM INGLÊS

Gostou deste episódio? Clique no copo e nos pague um cafezinho 🙂

Leia abaixo a transcrição (original em inglês)

Talk about the weather!
A conversation ice-breaker

 Ganhe familiaridade com o inglês canadense

Olá! Hello! Bonjour! Bem-vindo e obrigado por sintonizar em um novo episódio da nossa série  Inglês canadense: peculiar, né? (Canadian English: Quirky, eh?). Vamos nos divertir e, com sorte, aprender um pouco, ao longo do caminho, sobre alguns dos aspectos mais peculiares da língua inglesa. Em particular, o inglês canadense.

Então, por onde começar? Meu nome é Larry e sugiro que comecemos por onde a maioria das conversas começa: pelo tempo. Os canadenses adoram falar sobre o tempo. 

Este tema pode não ser exclusivo para os canadenses, mas, na verdade, é um quebra-gelo bem comum. O que torna este assunto um pouco mais peculiar é a grande variedade de padrões do tempo e as palavras que nós, canadenses, usamos para descrevê-los. 

Das Chinooks, que trazem ventos quentes no meio do inverno às Rocky Mountains (Montanhas Rochosas), no oeste do Canadá, até as correntes Nor´easters (de Noroeste), que trazem sérias tempestades, como os furacões, para a região da costa leste conhecida como Maritimes, até a poudrerie (pó-de-neve) em Québec e a slush (lama) do centro de Toronto, tudo é assunto. Dos bone-chilling winters (invernos de congelar os ossos) até a sweat-drenching humidity of summer (umidade pegajosa do verão)…não faltam condições extremas para se conversar.

Um pergunta frequente, que você perceberá como sendo um quebra-gelo na conversa e que pode levá-lo a coçar a cabeça é : 

“Cold enuf fer ya?! (Frio prá caramba, né?!)

A princípio, pode ser difícil de se entender, porque a pergunta não tem um verbo e o interlocutor usa gíria. Mas, mesmo que ele usasse a frase completa Is it cold enough for you? (Está frio o bastante para você?), ainda assim isto poderia confundi-lo, pois, quanto é “frio o bastante”?

Existem muitas variações para esta pergunta: 

“Hot enuf fer ya?” (Quente prá caramba, né?)

“Wet enuf fer ya?” (Úmido prá caramba, né?)

“Windy enuf fer ya?” (Ventoso prá caramba, né?)

E assim por diante. 

A melhor maneira de responder a esta pergunta, é simplesmente, seguir com um outro comentário sobre o tempo. 

Quando está frio: 

“Yeah, it’s freezing! I’ve never experienced such cold weather.” (É, está congelante! Eu nunca tinha experimentado um tempo tão frio.)

 Ou

 “I’ll say! My fingers are numb”. (Vou te dizer! Meus dedos estão dormentes.) 

Quando está calor: 

No kidding, this humidity is unbearable.” (Sem brincadeira, essa umidade está insuportável.)

 Ou

 “I wouldn’t refuse a nice cold beer right about now!” (Eu não recusaria uma cerveja bem gelada agora!)

Quando está molhado: 

I’m drenched to the bone!” (Estou ensopado até os ossos!) 

Ou 

Crazy wet – I’m going down to my basement to start building an ark!”  (Absurdamente molhado – vou descer ao meu porão e começar a construir uma arca!)

Quando está ventando:  

“Unbelievable! My umbrella just blew inside out.” (Inacreditável! Meu guarda-chuva virou do avesso.) 

Ou

 “Yes, I think I saw Dorothy and her dog Toto fly by!” (Sim, acho que vi a Dorothy e o seu cachorro Totó passarem voando!)

Você pegou a idéia. Seja um colega de trabalho ou um completo estranho, quando você está ali, em pessoa, brincadeiras como essa podem levar a novas conversas. A incapacidade de responder o impedirá de prosseguir com a conversa, antes mesmo de tê-la começado. 

Outra pergunta inicial simples e bem popular é: 

How’s the weather where you are?” (Como está o tempo aí no lugar em que você está?)

Tem um quebra-gelo está bastante comum, atualmente, com tantas conversas virtuais. No Zoom ou Instagram ou Snapchat, as pessoas podem estar em diferentes partes do país ou em hemisférios completamente diferentes. Muitas teleconferências internacionais de negócios começam falando sobre o tempo e, por isso,  é uma boa ideia você estar preparado para descrevê-lo. 

“It’s sunny and pleasant here – a perfect Ottawa day.”  (Está ensolarado e agradável aqui  um dia perfeito em Ottawa.)

It’s raining cats and dogs here in Vancouver.” ( “chover gatos e cachorros” significa “chovendo prá caramba”!)

O locutor, que está em busca de risadas, pode acrescentar:

I think I just stepped on a poodle.” (Eu acho que acabei de pisar em um cachorro.)

Ou

Let’s just say that the Mont Tremblant ski resort is doing a brisk business.” (Digamos apenas que a estação de esqui Mont Tremblant está fazendo um bom negócio.)

Ou

It’s  a bone-chilling 40 below with the wind chill here in Regina. A typical winter day.” (O vento frio aqui em Regina é de 40 graus abaixo de zero e está de congelar os ossos. Um dia típico de inverno.)

Ou

“It took me 20 minutes to scrape the ice and snow off my windshield this morning. You gotta love the London lake-effect snow squalls.” (Levei 20 minutos para raspar o gelo e a neve do para-brisa esta manhã. Você tem que amar as rajadas de neve que vêm do lago London.)

Como você pode ver, o vocabulário é variado para aprender a  falar sobre o tempo canadense, mesmo de forma descontraída. Apenas por diversão, faça uma pausa para escrever os nomes das quatro estações e, também, quantas palavras meteorológicas você puder pensar para descrever cada uma.

Não podemos cobrir tudo em um podcast, então que tal nos concentrarmos no inverno?  Você achou que havia apenas uma palavra para descrever “neve” no Canadá? Pense de novo e de novo. Aqui estão alguns exemplos:

Tipos de neve: flakes (flocos), pellets (pelotas), powder snow (pó de neve), packing snow (neve acumulada), lake-effect snow (neve que ocorre por influência de um lago), crystalline snow (neve cristalina), kernel snow (neve em grãos), drifting or blowing snow (neve caindo ou soprando), crunchy snow (neve crocante), corn snow  (neve tipo milho).

Variações no clima de inverno: freezing rain (chuva congelante, que vira gelo), sleet (as gotas de chuva congelam e, ao cair, ricocheteiam rapidamente na superfície), hail (granizo), slush (lama de neve derretida).

Maneiras de descrever eventos de neve: storms (tempestades), blizzards (nevascas), flurries (rajadas de vento), squalls (borrascas), whiteouts (névoas cerradas), avalanches (avalanches), ice storms (tempestades de gelo).

Efeitos da neve: getting snowed in, snow days!!! (nevando, dias de neve!!!), cabin fever (tédio, porque a pessoa não pode sair de casa), car accidents (acidentes de carro), 40-car pile-ups (engavetamento de 40 carros).

O número e a variedade de termos usados para descrever a neve variam de acordo com o quanto você interage com ela. Os esquiadores, por exemplo, têm um grande vocabulário com diferentes termos para descrever  a neve.

Eles adoram freshly fallen snow (neve recém-caída), mas odeiam chunder (neve úmida e espessa)! A língua Inuit, dos povos nativos do Canadá e da América do Norte, tem mais de 50 palavras para descrever a neve, que é uma parte fundamental de suas vidas.

Portanto, dependendo de onde você mora no Canadá, você pode querer conhecer alguns desses termos e usá-los para ajudá-lo a puxar  conversa. Se você não consegue reconhecer e responder facilmente aos quebra-gelos e, em vez disso, apenas oferece um sorriso tímido, você estará perdendo novas amizades, novas oportunidades de trabalho, novos aprendizados e, até mesmo, um novo romance.

Você precisará de muito mais dicas para fazer suas conversas durarem, claro. Portanto, não se esqueça de assistir ao nosso próximo episódio.

Esperamos que você tenha gostado do episódio de hoje. Dedique um momento para nos dar seu feedback e um “like” (joinha). Fique à vontade para escutar, novamente, e compartilhar com amigos e familiares.

Você ouviu Canadian English: Quirky, eh?, a série de podcast produzida pela Brazilian Wave Canada. Este projeto foi possível graças ao apoio do Canada Periodical Fund. Se você deseja assistir a série e ter acesso aos episódios exclusivos, faça login em waveplus.ca.

Até a próxima, 

Catch you later!                                                                         

Adieu!

Tchau!

Stay healthy!

Ouça todos os episódios (EM INGLÊS)

Você pode escutar os podcasts da Wave nas seguintes plataformas:
Apple Podcasts | Deezer | Google Podcasts | JioSaavn | Podcast Addict | Podchaser | Spotify | Spreaker | YouTube


Podcast ― Canadian English: Quirky, eh?

Uma realização da BRZ Group Inc., Canada, 2021

  • Direção: Christian Pedersen
  • Coordenação de produção: Ana Carolina Botelho
  • Texto/script: Lauri Richardson
  • Voz: Eric Major and Lauri Richardson
  • Vinhetas: Robson DJ Estudio 
  • Website & Marketing: Creative Team
  • Coordenação geral: Teresa Botelho

Você pode escutar os podcasts da Wave nas seguintes plataformas:
Apple Podcasts | Deezer | Google Podcasts | JioSaavn | Podcast Addict | Podchaser | Spotify | Spreaker | YouTube