Brasil – Aposentado de 80 anos faz 5 aulas de balé por dia

“Eu não quero ser refém de consultório, eu não acho engraçado nenhum tipo de remédio, doença, nada”, diz ele. "Eu quero ter saúde, e isso pra mim também é saúde."

188
Aulas de balé aos 80 anos.

Em busca de idéias para escrever um artigo sobre a terceira idade para a Wave, me esbarrei com o jornal brasileiro online G1, e me deparei com uma matéria das jornalistas Lívia Torres, Andressa Gonçalves e Susan Vidinhas. Uma lição de vida que eu gostaria de compartilhar. A manchete: Aposentado de 80 anos faz 5 aulas de balé por dia: “Me sinto vivo”, diz Hélio.

A matéria conta que o aposentado Hélio Haus, 80 anos, “começou a fazer balé clássico aos 75 anos. O motivo? Fazer algo que ele sempre quis e nunca teve chance. “Eu me sinto vivo, atuante, fazendo alguma coisa que eu sempre quis fazer. É um pouco tarde, sim, mas não tarde demais.”

Morador de Copacabana, no Rio, ele se formou em Direito, nunca exerceu a profissão e atuou como vendedor a maior parte da vida. Carregava o peso das toalhas de banho que vendia pelas ruas da Zona Oeste carioca e credita a isso sua atual ótima forma física. Quando se aposentou, resgatou uma paixão antiga, a dança.

Seu Hélio explica o motivo de tantas aulas por semana. “Tem que fazer bem feito, a repetição dá o resultado de tudo. Balé é a busca do movimento perfeito, da harmonia. Tem que ter muita dedicação”.

As aulas são com a professora de balé Camile Salles. Na turma de sete alunos, o corpo esguio e os cabelos brancos de Hélio Haus, de 80 anos, chamavam atenção. Munido de meia-calça e sapatilha preta, ele se posicionava na classe para a terceira das cinco aulas que faz por dia.

Saúde também conta, lógico. “Eu não quero ser refém de consultório, eu não acho engraçado nenhum tipo de remédio, doença, nada”, diz ele. “Eu quero ter saúde, e isso pra mim também é saúde.”

Leia a matéria integral no site do G1.