Campanha solidária a Brumadinho tem início em Toronto

0
490

A proposta de uma brasileira é enviar à sofrida população de Brumadinho mais de mil colchas de retalhos, conhecidas como “quilt”.

por Arthur Vianna

 

Campanha Brumadinho Quilt espera enviar, nos próximos dias, mais de mil “quilts” para a população de Brumadinho.

A tragédia de Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, abalou o Brasil e o mundo. No último dia 25 de janeiro, o rompimento de uma barragem da Mineradora Vale deixou um rastro de lama, matando centenas de pessoas, muitas ainda desaparecidas, destruiu casas e provocou um dano ambiental incalculável. Ao lado da necessária e urgente apuração dos responsáveis pelo criminoso desastre, surgem ações de solidariedade com a população de Brumadinho em todo o mundo.

Em Toronto, a gaúcha Ana Paula Brasil, artista plástica especializada em Arte Têxtil, está liderando uma campanha de apoio aos habitantes de Brumadinho. Ana Paula, que já participou de inúmeras ações de voluntariado no Brasil e no Canadá, onde reside há 6 anos, decidiu colocar toda a sua expertise a serviço de uma ação solidária que está recebendo o apoio e a participação de pessoas em vários países.

Voluntárias de Santa Catarina exibem uma das muitas “quilts” que serão enviadas para Brumadinho.

A proposta da brasileira é enviar à sofrida população de Brumadinho mais de mil colchas de retalhos, conhecidas como “quilt”. Seguindo um design original, criado pela Ana Paula e inspirado na bandeira da cidade de Brumadinho, tem o triangulo da bandeira de Minas Gerais em branco, representando a paz e a justiça; o vermelho da dor e do amor pelo próximo e o verde da natureza e da esperança.

Com o lançamento da campanha logo após a tragédia, Ana Paula Brasil já conseguiu a participação de mais de 500 pessoas no Brasil e de países como Portugal, EUA, Alemanha, Espanha, Argentina e, claro, do Canadá.

Além das “quilts”, o apelo lançado em Toronto encontrou outros parceiros. De Berlim, a também brasileira Rosana Conte, que possui uma empresa de bonecas de feltro e enxoval infantil, aderiu à campanha e irá enviar bonecas e colchas para as crianças de Brumadinho. De Bagé, no Rio Grande do Sul, o grupo “Estojos do Bem”, idealizado pela Lu Jaber, também disse sim ao projeto e irá enviar estojos com material escolar.

Em Petrópolis (RJ), Maria Lúcia Ázara, da ONG “Usando o Bem”, termina mais uma “quilt” para ser enviada a Brumadinho.

E assim, a Campanha Brumadinho Quilt vai recebendo a adesão de inúmeras ONGs e empresas solidárias, como a “Usando o Bem”, de Petrópolis (RJ), que, sob a coordenação da Cynthia Ázara, já tem dezenas de colchas prontas para o envio. Em Florianópolis (SC), no distrito de Campeche, as “quilts” estão sendo elaboradas por voluntárias no Atelier Eliana Castelan. De Chicago (EUA), a artista brasileira Jê Pereira também abraçou a ideia e, além de enviar seus trabalhos, postou um vídeo sobre a campanha que foi acompanhado por mais de 3 mil pessoas.

O objetivo, segundo a Ana Paula Brasil, é “cobrir Brumadinho através do nosso carinho e respeito”.

Ana Paula Brasil coordena, de Toronto, a Campanha Brumadinho Quilt.

Como participar

Nas redes sociais, a pessoa interessada em participar da Campanha Brumadinho Quilt, seja na confecção de “quilts” ou em sua logística, encontra todas as informações, como o passo-a-passo do modelo a ser elaborado e os locais dos pontos de coleta. A Ana Paula já está em contato com as autoridades de Brumadinho, em especial com o Corpo de Bombeiros, a Prefeitura Municipal e a Defesa Civil.

Entre em contato e participe:
Facebook: https://www.facebook.com/BrumadinhoQuilt/
Instagram: www.instagram.com/brumadinho_quilt/
E-mail: [email protected]