Construindo um bom curriculum vitae

Por Nara Maria Müller

586

Basicamente, há duas formas de se apresentar esse documento profissional.

O curriculum vitae – ou simplesmente currículo – é um documento que mostra aos recrutadores a sua história profissional, incluindo experiências prévias e formação educacional.
O curriculum vitae – ou simplesmente currículo – é um documento que mostra aos recrutadores a sua história profissional, incluindo experiências prévias e formação educacional.

Por Nara Maria Muller

 

A primeira é o CV propriamente dito, que é mais extenso e contém detalhes mais explicitados. O segundo modelo é o sucinto, conhecido na América do Norte como résumé (palavra emprestada do francês). Esse documento ocupa em torno de uma página, podendo estender-se a duas.

Em geral, quando uma empresa lança uma vaga, os recrutadores preferem receber um résumé, pois esperam a inscrição de muitos candidatos.

CURRICULUM VITAE OU RÉSUMÉ?

Eu sempre recomendo que meus clientes enviem o résumé, onde as informações são lançadas em tópicos cronologicamente relacionados, incluindo o link de seu perfil no LinkedIn.

O LinkedIn é uma plataforma de relacionamentos profissionais na qual você pode elencar todos os seus cursos regulares e de extensão – bem como todos os seus empregos e atividades voluntárias ao longo da carreira profissional. No seu résumé, o link do LinkedIn só vai ocupar uma linha!

Entretanto, antes de elaborar o seu résumé, eu sugiro que você elabore um bom curriculum vitae, com todas as informações sobre sua trajetória profissional. Assim, conforme o objetivo que estiver buscando, você só precisará eliminar partes dele, transformando-o num ótimo résumé.

Ao procurar por modelos de CV ou résumé, você encontrará vários tipos – tradicionais, profissionais, contemporâneos, carismáticos, modernos, etc. Minha recomendação, novamente, é que você fique com o bom e conhecido modelo tradicional, adaptando-o conforme a empresa e o cargo a que esteja se candidatando.

O QUE INCLUIR NUM BOM CURRICULUM VITAE OU RÉSUMÉ?

1) No topo do CV, escreva seu nome. Só use caixa alta nas iniciais, com fonte de tamanho maior do que o restante do documento e, de preferência, em negrito.
Logo abaixo do nome, insira os dados de contato: endereço físico, telefone, e-mail e, se você tiver perfil no LinkedIn, o respectivo link.

2) Na sequência, abra um novo bloco para colocar um resumo – em duas ou três linhas – das suas principais realizações ou atividades ao longo da carreira.
______________________________________________

Você pode separar todos os blocos com linhas horizontais.
______________________________________________

3) No terceiro bloco, descreva em tópicos suas principais competências ou qualidades relacionadas ao cargo desejado. Por exemplo: facilidade em trabalhar em equipe; conhecimento de planilhas eletrônicas; experiência em uso do software X.

4) No quarto bloco, informe sua formação educacional, do mais alto nível para o mais baixo. Se você tiver doutorado, adicionar o mestrado e a graduação já é suficiente. Entretanto, se estiver cursando uma graduação, é bom incluir onde você concluiu o Ensino Médio. Liste as instituições de ensino num formato padrão: Nome da universidade/escola, cidade, estado e país, anos de início e fim e o curso realizado.

5) Já no quinto bloco, relacione em ordem cronológica – da mais recente à mais antiga – as suas experiências profissionais. Indique onde e quando você trabalhou e as principais atividades desenvolvidas em cada organização.

No CV, você deve relacionar todas as suas experiências de empregos. Já, no résumé, restrinja às três mais relevantes, conforme o cargo que estiver buscando.

Assim como fez com a lista de formação educacional, a apresentação da sua experiência profissional deve estar toda no mesmo formato: nome da empresa, cidade, estado/província e país, data de início e fim e o nome do cargo. Abaixo, faça a descrição das principais atividades desenvolvidas (no máximo três linhas para cada emprego).

6) Você pode também criar blocos para atividades voluntárias e formação complementar – como cursos de extensão e aperfeiçoamento. Esses blocos seguirão os mesmos modelos dos itens 4 e 5.

Alguns résumés podem conter, logo no segundo bloco, o seu objetivo – embora esta seja uma prática um tanto antiquada. Mas em certos casos, se seu objetivo estiver alinhado ao cargo que a organização está oferecendo, isso poderá ser visto com bons olhos pelos recrutadores. Eles perceberão que você tem foco e sabe exatamente o que quer da carreira.

Lembre-se: Em geral, recrutadores têm pouco tempo de contato com cada résumé. Portanto:
• Garanta que as informações colocadas no résumé estejam plenamente alinhadas ao cargo que você busca na organização;
• Use palavras-chave, quando falar das suas qualificações, que tenham a ver com o cargo oferecido pela organização;
• Estude a organização e as competências requeridas para o cargo ao qual está se candidatando. Assim, você terá mais facilidade ao escolher as palavras-chave e tornará seu résumé mais eficaz.

CURRÍCULO FECHADO – BLIND RÉSUMÉ

Tem se tornado, cada vez mais comum, empresas solicitarem o currículo fechado, ou cego, ou blind résumé. Essa prática tem sido comum na América do Norte e países europeus, e, mesmo no Brasil, já há algumas empresas trabalhando dessa forma.
Trata-se de um documento sem informações que possam identificar a procedência, raça, ou o gênero do candidato. Portanto, nesse tipo de CV, ou résumé, não deverá constar dados pessoais.

Fique atento ao que o recrutador está pedindo e não desperdice o seu tempo de seleção. Esteja entre os candidatos com potencial para ser selecionado, pelo menos, para a segunda etapa: a entrevista de emprego.