Entrevista com MP Julie Dzerowicz

Entre as avenidas Pauline e Brock, o número 1202 da Bloor Street West, em Toronto, se tornou uma espécie de escritório canadense para assuntos luso/latino-americano. O movimento é ainda maior nas sextas e nos fins de semana, quando cresce a possibilidade de se encontrar pessoalmente com a representante de Davenport na Câmara dos Comuns do Canadá, a MP Julie Dzerowicz.

0
89
Julie Dzerowicz, Membro do Parlamento (Canadá). Representante da área de Davenport

Entre as avenidas Pauline e Brock, o número 1202 da Bloor Street West, em Toronto, se tornou uma espécie de escritório canadense para assuntos luso/latino-americano. O movimento é ainda maior nas sextas e nos fins de semana, quando cresce a possibilidade de se encontrar pessoalmente com a representante de Davenport na Câmara dos Comuns do Canadá, a MP Julie Dzerowicz.

Juliana Roma “Julie” Dzerowicz, filha de um casal de imigrantes, nasceu em Toronto e vive há mais de 20 anos em Davenport, uma região de imigrantes portugueses e latinos, e onde vive a maior parte da comunidade brasileira do Canadá. Em 2015, ela foi a primeira mulher a ser eleita como MP em Davenport. Nas eleições de 2019, Julie Dzerowicz foi reeleita, pelo Partido Liberal, com 43,6% dos votos.

Formada na London Business School e pelas universidades McGill e Colúmbia Britânica, ela fez parte do Comitê Permanente de Defesa Nacional e Comitê do Meio Ambiente e preside a Convenção Política de Imigração e de Refugiados. No ano passado, em reconhecimento às suas contribuições para o fortalecimento das relações bilaterais Brasil-Canadá, Julie recebeu uma das mais altas condecorações do Brasil, a Medalha da Ordem de Rio Branco.

Wave – Depois de trabalhar tantos anos na área financeira e em cargos públicos, como foi que você decidiu entrar na política? E por que escolheu o Partido Liberal?

Julie Dzerowicz Eu queria estar na política desde os 10 anos de idade. Para mim, foi uma maneira de retribuir ao país que deu um novo lar à minha família. E a razão pela qual escolhi o Partido Liberal é por causa dos valores do Partido, que se alinham aos meus valores fundamentais de igualdade, oportunidade e liberdade

Wave – Entre outras áreas, você tem dedicado uma especial atenção às questões da igualdade de gênero e participado de inúmeras reuniões internacionais sobre o tema. Como é, hoje, a participação da mulher na sociedade canadense?

Julie Dzerowicz – A participação das mulheres na sociedade canadense hoje é melhor do que já foi antes. Nosso governo fez grandes investimentos, que se concentram na igualdade de gênero e no empoderamento de mulheres e meninas. Alguns exemplos: financiamento de 50 projetos locais com mais de $18 milhões para apoiar mulheres líderes em todo o país por meio do programa Financiamento para o Progresso da Igualdade de Gênero; a nomeação, pela primeira vez no Canadá, de um ministério com equilíbrio de gênero; aprovação do Projeto C-75, que endurece as leis criminais de agressão doméstica e ainda lançou a primeira política de Assistência Feminista do Canadá, com $ 2 bilhões de verba em 5 anos. Nosso trabalho sobre a igualdade de gênero nos tornou um farol no mundo. Mas temos muito mais a fazer, especialmente em alcançar a verdadeira igualdade na participação das mulheres nos conselhos executivos, na política e nas áreas da ciência, tecnologia, engenharia e matemática (STEM).

Wave – Você tem estado presente em diversas atividades das comunidades brasileira, portuguesa e latino-americanas. Como é, para você, a relação e o trabalho com os imigrantes, em especial com os trabalhadores indocumentados?

Julie Dzerowicz – Eu sou filha de pais imigrantes. Minha mãe ainda não fala inglês tão bem, mas já contribuiu muito para a sociedade canadense. Tenho uma preferência por imigrantes e acredito que eles contribuíram para o grande país que temos hoje.

Wave – Como uma das representantes da comunidade brasileira em Ottawa, você participa ativamente das relações bilaterais entre os nossos países. Você poderia dar uma ideia aos nossos leitores como estão as relações entre o Brasil e o Canadá e o que ainda pode ser feito?

Julie Dzerowicz – O relacionamento entre o Canadá e o Brasil sempre foi um relacionamento muito profundo, e ainda há muito espaço para crescer. O Canadá enviou $ 15 milhões para ajudar o Brasil no combate aos incêndios na floresta amazônica, além de oferecer o uso de bombardeiros canadenses para combater os incêndios florestais. Também estamos conversando ativamente com o MERCOSUL sobre um possível acordo de livre comércio. Mas é um relacionamento que precisa de muito trabalho e atenção.

Wave – O Canadá tem sido, nos últimos anos, um dos países mais procurado pelos brasileiros. Qual a sua mensagem para os brasileiros que optaram pelo Canadá para sua segunda morada?

Julie Dzerowicz – Minha mensagem para os brasileiros que escolheram o Canadá como sua segunda casa seria que o Canadá é um país onde não importa de onde você vem, qual a cor da sua pele, qual é a sua religião ou quanto dinheiro você tem. Se você sonha grande e trabalha duro, o Canadá é um lugar onde você pode alcançar todo o seu potencial e seus sonhos.