Foto poesia “A foto e o fotógrafo”: se liga nas melhores de 2021!

Neste início de 2022, selecionamos as Fotos poesias mais visualisadas e comentadas pelos nossos leitores e assinantes em 2021. Roberto Solano é um autor que dá asas à imaginação e transforma fotos significativas em pura poesia. Então, para começar bem a semana...boa leitura!

0
75
Uma bela menina indígena de cerca de sete anos que olha diretamente para o fotógrafo com olhos jabuticaba e abraça no colo seu bicho preguiça de estimação é a imagem de A foto e o fotógrafo - foto poesia para começar bem o dia
Foto poesia A foto e o fotógrafo. Texto, voz e fotografia: Roberto Solano

Ouça A foto e o fotógafo foto poesia na voz de Roberto Solano

Gostou? Deixe o seu comentário ao final da página e compartilhe com os amigos

A foto e o fotógrafo

A pureza da pureza
A infantil criatura
Seu bicho preguiça
Sua vida indígena
Tudo conspira
 
Nos olhos jabuticaba
Profundamente questionador 
Para quem
A olha 

Que queres?

Sua máquina fotografa 
Mas não leva
A minha beleza 
Seu desejo de ser
Não conhece o meu

Sua vida é só?

Eu sou a mata
Eu sou o tudo lindo
Vivo do que é vivo
Já você vive metal
Tolo e infeliz
Fotógrafo

Mais foto poesias de Roberto Solano
Leia também crônicas de Nilson Lattari | Celina Penteado
Sobre o autor: Meu nome de batismo é Roberto Solano Carneiro de Novaes, nascido e criado no Rio de Janeiro, filho de um casal Pernambucano que migrou para o sudeste. Já o meu nome no colégio era, simplesmente, Solano, lá no magnífico colégio de São Bento, onde a minha personalidade foi moldada pela disciplina e pelos estudos.

Nunca fui um bom aluno, preferia o futebol e os amigos, fiz a minha educação emocional nesse terreno fértil dos beneditinos. Lá eu tive um professor de português que me abriu para o mundo das letras. Com um pé na criação, no imaginário, me fez crescer flutuando nas possibilidades infinitas até eu ler João Guimarães Rosa, onde eu descobri a perfeição. Depois, me veio a poesia. Pelas mãos de um tio distante (Manuel Bandeira) e esbarrando no Carlos Pena Filho, fui achando meu cantinho literário.

Hoje, já aposentado da engenharia, me divirto criando personagens e escrevendo sobre outros que, afortunadamente, esbarrei na vida real. O que procuro é a emoção no mais simples possível: o riso leve, a leitura breve, o prazer do escrito, se possível nas estrelas.

Gostou da poesia? Deixe abaixo — final da página — o seu comentário para o autor, Roberto Solano. E não esqueça de “curtir” e “compartilhar” com amigos.

Brazilian Wave. Aqui você sempre encontra uma novidade.

Você leu/escutou A foto e o fotógrafo foto poesia para começar bem a semana.
Te esperamos na próxima!

Leia outras foto poesias de Roberto Solano