Rússia – As 11 cidades da Copa do mundo e suas atrações

Para a sua primeira copa do mundo, a Rússia – ou Federação da Rússia, seu nome oficial – não poupou esforços. O maior país do mundo em extensão territorial está investindo no megaevento o equivalente a 16 bilhões de dólares canadenses, sendo 3 bilhões em seus estádios

185

A Copa do Mundo na Rússia

Para a sua primeira copa do mundo, a Rússia – ou Federação da Rússia, seu nome oficial – não poupou esforços. O maior país do mundo em extensão territorial está investindo no megaevento o equivalente a 16 bilhões de dólares canadenses, sendo 3 bilhões em seus estádios. Até agora, a FIFA já recebeu a solicitação de mais de 5 milhões de ingressos. O Brasil está entre os países que mais solicitaram, cerca de 140 mil, logo após o México, Argentina e Alemanha. A Rússia, naturalmente, está em primeiro lugar, com 2.5 milhões de ingressos reservados.

Felizmente, o temível frio russo que derrotou Napoleão não irá participar da Copa. Durante o período, um ameno verão que não deve ultrapassar os 25 graus. E os turistas terão a oportunidade de curtirem as chamadas “noites brancas”, quando o sol permanece um pouco abaixo da linha do horizonte por mais tempo, deixando a noite clara e causando uma atmosfera onírica.

No embalo da concentração de turistas, próximo do Kremlin, vai funcionar a Casa Brasil para divulgar o país. O prédio é uma antiga cervejaria com 3 mil m2 e custou 12 milhões de reais aos cofres públicos. A expectativa é que 150 mil pessoas circulem pela Casa Brasil durante a Copa.

As 11 cidades que receberão os jogos da Copa e algumas de suas atrações

Catedral de São Basílio em Moscou.

Moscou será o principal palco, tanto no futebol como pelas suas inúmeras atrações turísticas. Na capital da Rússia, serão realizados os jogos de abertura e a grande final, assim como outros jogos. Resumo das principais atrações em Moscou: Kremlin e Catedral de São Basílio, Mausoléu do Lenin, Gum (shopping na Praça Vermelha), metrô, Palácio do Tretyakov e o Bolshoi. Dica de um barzinho: Denis Simachev Shop & Bar.

São Petesburgo. Detalhes da catedral do Sangue Derramado.

São Petersburgo, a cidade escolhida para a final da Copa das Confederações. Fundada por Pedro, o Grande, é uma das mais belas cidades da Rússia e famosa pelo seu excelente jazz. Entre tantos museus, dois são imperdíveis: o Hermitage e o Palácio Beloselki. O primeiro tem um acervo de mais de 3 milhões de peças em suas 1.057 salas. Já o segundo conta, de um jeito bastante lúdico, a história da Rússia.

Kazan. Mesquita Kul Sharif.

Kazan, capital do Tartaristão, tem a maior concentração de muçulmanos na Rússia. Suas atrações datam do reinado de Ivan, o Terrível. Entre os prédios mais famosos, a Catedral da Anunciação e a grande Mesquita Kul Sharif.

Sochi. Vista geral do balneário de Sochi.

Sochi é um importante balneário russo, com muitas opções de praia durante o período da Copa. Do Jogos de Inverno de 2014, herdou um completo Parque Olímpico e um resort para a prática de esqui, ambos adaptados para o verão.

Cidade de Caliningrado.

Caliningrado fica em uma região que faz fronteira com a Lituânia e sua maior atração é o istmo da Curlândia, uma faixa de terra no Mar Báltico. Patrimônio Mundial da UNESCO, a cidade foi a capital da Prússia até 1945, quando foi totalmente arrasada pelos bombardeiros britânicos. 

Nijni Novgorod. Muralhas da torre.

Níjni Novgorod, por suas pesquisas com armas nucleares, foi uma das cidades mais vigiadas durante a existência da União Soviética, sendo proibida, na época, a visita de estrangeiros. Uma fortaleza construída em 1.374 é sua principal atração. 

Samara. Vista da cidade e do rio Volga.

Samara tem, entre suas atrações, um templo dedicado a São Jorge. Durante a segunda guerra mundial, quando Moscou corria perigo, Samara foi rebatizada de Kuibyschev e ficou um tempo como capital da União Soviética. 

Volvogrado. Memorial histórico sobre a batalha de Stalingrado (Motherland).

Volgogrado tem a sua história ligada à famosa Batalha de Stalingrado, quando, durante a segunda guerra, os soviéticos conseguiram conter os nazistas. No alto do monte Mamaev, um memorial sobre a batalha.

Saransk. Fachada do teatro da ópera. (The Opera House)

Saransk é a capital da República da Mordóvia. Embora seja uma cidade fundada em 1600, sua principal atração turística é recente. Trata-se de uma catedral em homenagem a Fyodor Ushakov, um comandante da marinha russa que foi canonizado pela Igreja Ortodoxa.

Rostov-on-don. Estádio esportivo que irá acolher alguns jogos da Copa do Mundo.

Rostov-on-Don tem uma importância estratégica com seus canais e ainda pelo oleoduto que liga a cidade aos campos de petróleo do Cáucaso. Na cidade, uma rua com o nome e uma estátua de Alexander Pushkin atrai os turistas.

Ecaterimburgo. Estádio onde ocorrerão vários jogos da Copa do Mundo

Ecaterimburgo, além de seus monumentos, como um monastério construído em homenagem aos Romanov, possui uma interessante atração: pela sua localização geográfica, o turista pode colocar um pé na Europa e outro na Ásia. É a quarta cidade mais importante da Rússia.