Tri-cities. A comunidade brasileira em expansão

Por Bruno Sibella

184

Kitchener, Waterloo e Cambridge

Por Bruno Sibella

Waterloo, uma das cidades do chamado Tri-Cities

Há pouco mais de dois anos a região de Waterloo nos conquistou. Minha esposa, Isabel e eu buscamos uma alternativa da correria da cidade grande para uma aventura no interior. Cansados com a rotina no Brasil de viver e trabalhar em uma metrópole com mais de 21 milhões de habitantes, horas no trânsito e medo, decidimos mudar de vida. Claro, as primeiras alternativas seriam no interior proximo à capital. Logo depois um estado diferente, e neste momento nos apaixonamos por uma cidade que hoje chamamos de casa! Uma cidade que não pode ser considerada apenas uma, mas sim a região da Tri-Cities, Kitchener, Waterloo e Cambridge em Ontário, Canadá.

A apenas uma hora de Toronto pela Highway 401, a região possui tranquilidade, sofisticação, diversão, educação exemplar, custo reduzido comparado a grandes cidades, ótima localização e qualidade de vida.

Dois anos atrás poucos brasileiros estavam na região. Alguns há vários anos. Temos a impressão que chegamos um pouco antes da grande onda brasileira chegar por aqui.

O interesse dos Brasileiros em Waterloo é fácil de explicar. A região é considerada mundialmente o segundo vale do silício. Os olhos das empresas de tecnologia da informação estão voltados para o estado da Califórnia nos EUA e logo depois a esta região, no sul de Ontário, Canadá.

A região de Waterloo, com menos de 600 mil habitantes possui empresas e iniciativas importantes para o Canadá e para o mundo. Com o declínio da Blackberry, empresa de tecnologia da informação e celulares, profissionais procuraram alternativas na própria região. Conestoga College em Kitchener ajudou no desenvolvimento e empresas como a Google lançou projetos de sucesso para implementação de startups, empreendedorismo de serviços e ideias criativas.

Há ainda lugares curiosos como St. Jacobs, por exemplo, onde algumas pessoas vivem como há anos atrás. É como se o tempo passasse mais devagar por lá. Não apenas as roupas ou o estilo de vida são diferentes, mas o senso de comunidade e seu environmental footprint são incríveis.

Entre os eventos, destacamos o Oktoberfest, com muita cerveja e diversão. É um dos maiores do mundo com 9 dias de festa. A cidade de Kitchener um dia foi chamada de Berlin mas mudou de nome. A quantidade de alemães por aqui resultou no sucesso deste evento que atrai milhares de pessoas, o primeiro ministro do Canadá e, no ano passado rainhas e princesas da festa de Blumenau – Brasil.

A comunidade brasileira ainda está se estabelecendo, mas está crescendo de forma organizada e o senso de comunidade aumenta a cada dia. Através da Associação de Brasileiros, empresas especializadas, brasileiros empreendedores e também do programa de rádio, o “The Brazilian Show” que vai ao ar pela rádio local CJIQ 88.3fm aos sábados à noite, nós nos comunicamos e alcançamos resultados juntos.

Kitchener, Waterloo e Cambridge é isso e muito mais. Uma região que abraça as pessoas e oferece oportunidades para você trabalhar e conquistar.

Confira entrevista de Bruno e Isabela para o 6 On-The-Go da Brazilian Wave.