Montreal, um hub global de ensino e inovação que atrai estudantes brasileiros para MBAs e pós-graduação

John Molson School of Business, Concordia University

Montreal, segunda maior cidade de língua francesa do mundo, está se consolidando como um importante pólo de atração global para pessoas interessadas em pós-graduação e MBAs. Nos últimos dez anos, a cidade viu o número de estudantes estrangeiros dobrar, firmando sua posição como um dos principais destinos para quem quer unir qualidade de vida e de ensino, com um preço mais acessível que seus equivalentes na América do Norte e Europa.

“Montreal é a capital universitária do Canadá”, destaca Christian Bernard, Vice-Presidente de Talentos Internacionais e Comunicação da Montréal International. Ele destaca as 15 instituições universitárias, mais de 90 Colleges (faculdades) e 50 centros de formação profissional na cidade concentrados na região metropolitana da cidade. “Oferecemos cursos reconhecidos mundialmente e, além disso, Montreal é uma das melhores cidades nas Américas por sua qualidade de vida.”

Montreal também desempenha um papel crucial de conexão entre a América do Norte, Ásia e África, graças à sua localização e ao ambiente bilíngue que abraça o inglês e o francês, criando um mosaico cultural único e atraente. Além disso, Bernard ressalta que, nos últimos anos, a região desenvolveu expertise em setores de alto valor agregado, como inteligência artificial, fintech, cibersegurança e videogames.

Todos esses fatores têm atraído estudantes de todas as partes do planeta. Estima-se que, na última década, o número de estudantes internacionais aumentou em mais de 100%, sendo atualmente de 55 mil.

Como notícia boa também se espalha, em março deste ano a metrópole québécoise foi eleita a melhor cidade do mundo para estudar, segundo um relatório do site The Helpful Professor. Montreal também se destacou pela amabilidade de seus habitantes, contrastando com Toronto, que recebeu zero nesse aspecto foi classificada em 20º.

Todas essas vantagens são atraentes para os brasileiros, que são vistos também com muito interesse pelas instituições locais. A John Molson School of Business (JMSB) da Universidade Concordia, realizou em conjunto com a Federação Canadense-Brasileira de Negócios (FCBB) em novembro um webinar em português, que abordou processos de inscrição e oportunidades de bolsas de estudo.

A JMSB oferece programas de MBA e mestrado em diversas áreas, incluindo finanças, marketing, contabilidade e administração de empresas, inclusive disponibilizando bolsas de estudo. “Os brasileiros tendem a ser bons estudantes de MBA”, destaca Christopher Wise, Diretor de Recrutamento de Estudantes de Pós-Graduação da instituição. “E tendem a trazer com eles uma rica experiência profissional, aumentando a qualidade das discussões em aula”, diz Wise.

Não é necessário procurar muito para achar casos de sucesso. No staff da própria JMSB brilha um cérebro brasileiro tanto no ensino como na pesquisa. Com doutorado e mestrado em Psicologia do Esporte pela Universidade McGill e bacharelado em Psicologia pela Universidade de Brasília, o professor e pesquisador Dr. William Falcão, 40, é residente no Canadá há mais de 15 anos e uma referência em sua área. “Fazer um MBA ou pós-graduação na cidade dá aos estudantes acesso a uma rede de profissionais valiosa para desenvolver uma carreira internacional”

Este é o objetivo de Alana Rivera Matos, 29, que chegou em setembro à la ville aux cent clochers (“a cidade de uma centena de campanários”) para se dedicar a um mestrado em Marketing. Formada em Administração de Empresas pelo Insper e com pós-graduação em Big Data e Inteligência de Marketing pela ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing) de São Paulo, ela deseja explorar novos potenciais em sua carreira. “Escolhi John Molson principalmente por ser uma das melhores escolas do Canadá, mas também por ter um custo mais acessível”, diz Alana. “Tem sido uma experiência incrível”, garante.

Mudança de ares e novos caminhos foi exatamente o que encontrou Janaína Coelho Adão, 36. Oriunda de Camboriú, Santa Catarina, veio para Montreal em 2016 para cursar mestrado científico. Hoje trabalha para o governo de Québec como gestora de projetos voltados para igualdade, diversidade e inclusão dos povos originários na região metropolitana de Montreal. “Ter estudado na Concordia foi fundamental para que alcançasse seus objetivos e abriu muitas portas. , destaca.

Daniel Crosland, 40, já tinha um MBA na FGV e uma carreira consolidada no Brasil como executivo de vendas da Johnson & Johnson em Belo Horizonte (MG) quando deixou tudo para trás também em 2016. Ele optou pelo graduate diploma in Business Administration, pela JMSB e rapidamente encontrou uma nova posição. “Fui recomendado por um dos professores a um estágio de mestrado na Novartis.”. Depois de efetivado, Crosland foi promovido 5 vezes, ocupando atualmente a posição de diretor de marketing e comercialização para o Canadá. “Isso foi excelente pois eu pude conciliar a minha experiência prévia na área e também entrar no mercado Canadense”.

Leia a entrevista com Christopher — Os MBAs da John Molson oferecem uma grande oportunidade para candidatos do Brasil. (Em inglês) LEIA AQUI ➜


Visite o site da FCBB.ORG

Advertisement